Excesso de vitamina C: Causas, sintomas e prevenção

Imagem mostra várias frutas ricas em vitamina C.

Consumir suplementos vitamina C é um costume de muitos brasileiros. Nós sabemos dos benefícios que essa substância pode nos trazer e procuramos sempre mantê-la em bons níveis no organismo. Mas será que existe um risco de passar dos limites? O assunto do artigo de hoje é excesso de vitamina C!

Para que você fique totalmente informado sobre o assunto, vamos trazer informações sobre as causas do excesso de vitamina C, quais seus sintomas, como impedir que ele aconteça e muito mais! Fique conosco também para conhecer suplementos da mais alta qualidade e que te garantem os níveis perfeitos da substância.

Pontos-chave

  • A vitamina C é indispensável para o nosso organismo. Como não a produzimos naturalmente, precisamos consumi-la por alimentação ou suplementação.
  • Quando em excesso, a vitamina C é prejudicial ao organismo. Os problemas mais graves que podem ser causados são relacionados à função renal.
  • Para que a suplementação não cause falta ou excesso de vitamina C, o ideal é procurar por suplementos lipossomais. A Sundt oferece os melhores disponíveis no mercado.

Saiba tudo sobre o excesso de vitamina C

Tudo o que é em excesso, faz mal. Nós precisamos conhecer os limites do nosso corpo em relação a todas as vitaminas e minerais que consumimos.

Por isso, é hora de falarmos sobre o quanto de vitamina C podemos ter em nosso organismo e como saber se estamos passando dos limites!

Imagem mostra uma família reunida bebendo suco.
A vitamina C é fundamental para toda a família! (Fonte: skeeze/ Pixabay.com)

O que é vitamina C e como ela age no organismo?

Vitamina C é o nome pelo qual conhecemos o ácido ascórbico, substância descoberta em 1932 pelo húngaro Albert Szent-Gyöygyi. Por não ser produzida naturalmente pelo nosso organismo, ela precisa ser ingerida através da alimentação.

No organismo, a vitamina C é absorvida no intestino, principalmente no jejuno e no íleo (1). Para que a absorção ocorra, é necessária a presença de sódio (1). Ela tem como principal característica a sua ação antioxidante.

Uma vez absorvida, a vitamina C é essencial em variadas atividades. Ela auxilia a metabolização de carboidratos e de ferro, transforma ácido férrico em folínico, participa da sintetização de proteínas e lipídios, melhora a resistência às infecções e a respiração celular (1).

Em termos menos técnicos, é uma substância fundamental para o nosso sistema imunológico, aumentando nossa resistência a diversas doenças. Protege as nossas células, desacelera o envelhecimento e melhora a nossa capacidade de cicatrização.

Você sabia que, apesar de ser normalmente vendida como prevenção para gripes e resfriados, a vitamina C não tem ligação direta com essas doenças? O que ela faz, na verdade, é aumentar a capacidade de proteção do nosso organismo como um todo.

Quais são as dosagens ideais de vitamina C no organismo?

Quando existe uma suspeita de falta ou de excesso de vitamina C no organismo, um médico pode solicitar a realização de um exame sobre a presença da substância. Ele é feito de maneira simples, através da coleta de sangue.

Os resultados da pesquisa de vitamina C no organismo são medidos em mg/L, ou miligrama da substância por litro de sangue.

São considerados valores de substância entre 4,6 e 15 mg/L. Portanto, abaixo de 4,6, temos falta de vitamina C no organismo, e acima de 15, excesso.

Quanto de vitamina C devemos consumir por dia?

Existe uma certa confusão sobre quais são as dosagens recomendadas de vitamina C, com diferentes países citando valores que não são os mesmos. A Nova Zelândia, por exemplo, considera 200 mg por dia um valor saudável, enquanto para alguns países esse já é um número acima dos limites.

No Brasil, são considerados valores ideais 75 mg por dia para mulheres e 90 para homens. Ao mesmo tempo, 2000 mg por dia são vistos como possíveis causadores de problemas.

Confira abaixo uma tabela com valores recomendados para diversas idades e grupos de pessoas (1):

Grupo de pessoasValor mínimo diárioValor máximo diário
Bebês de 0 a 6 meses40 mgNão há referências
Bebês de 7 meses a 1 ano50 mgNão há referências
De 1 a 8 anos25 mg650 mg
De 9 a 13 anos45 mg1200 mg
De 14 a 18 anos75 mg1800 mg
Homens adultos90 mg2000 mg
Mulheres adultas75 mg2000 mg
Gestantes e lactantes120 mg2000 mg

Vitamina C em excesso faz mal?

Como acontece com quase todas as substâncias que consumimos diariamente, é preciso tomar cuidado com a quantidade de vitamina C no organismo. Se exageramos no consumo, ela também tem efeitos prejudiciais.

Na tabela acima sobre dosagens ideais de vitamina C a serem consumidas por dia, você encontra quais são os valores máximos. Saiba que, se consumir uma quantidade acima da recomendada, tem chances de apresentar reações adversas e precisar de auxílio médico.

É preciso observar com atenção a quantidade de frutas ingeridas e procurar produtos de alto nível caso seja necessária suplementação. Os da Sundt são uma excelente ideia.

Quais os sintomas do excesso de vitamina C?

Quando consumida em excesso, a vitamina C pode causar uma série de problemas no organismo. Vamos listar a seguir os mais comuns:

  • Problemas gastrointestinais: Como é absorvida pelo intestino, a vitamina C em excesso causa irritação das paredes do órgão. É comum a ocorrência de diarreia.
  • Sobrecarga de ferro: A vitamina C auxilia a metabolização de ferro pelo nosso organismo. Quando em excesso, também faz esse trabalho mais do que o necessário, levando à superconcentração do mineral no corpo.
  • Doenças renais: Por ser hidrossolúvel, a vitamina C é eliminada na urina. Seu excesso faz com que os rins tenham dificuldades para trabalhar e pode gerar cálculos renais, uretrite e hematúria. Em situações extremas, pode levar à necessidade de hemodiálise.

O consumo de mais de 2000 mg por dia de vitamina C durante seis dias consecutivos aumenta em 40% a chance do aparecimento de cálculos renais (1).

Como o excesso de vitamina C no organismo é detectado?

Se você apresenta sintomas de excesso de vitamina C como diarreia e cálculos renais, deve procurar um médico. Após uma conversa simples sobre seus hábitos, ele chegará à suspeita que quantidades elevadas da substância são a causa dos problemas.

A partir daí, será feito um exame de sangue simples para confirmar a suspeita. Caso os resultados apontem mais de 15 mg/L de vitamina C no sangue, será definido o excesso.

O que devo fazer se tiver excesso de vitamina C no organismo?

Caso você tenha suspeita de excesso de vitamina C no organismo, deve primeiro procurar um médico. Enquanto isso, suspenda qualquer suplementação que faça da substância e evite comer alimentos que sejam ricos nela.

Uma vez confirmado o diagnóstico de excesso de vitamina C, o quadro deve se normalizar apenas mantendo o consumo em proporções saudáveis de alimentos com a substância. Não é necessário fazer nenhum tratamento específico para essa desordem.

Você irá precisar de algum tratamento apenas se tiver problemas mais sérios, como doenças renais causados pelo excesso substância.

Como evitar o excesso de vitamina C no organismo?

Nosso corpo não produz vitamina C naturalmente. Portanto, a única maneira de tê-la em excesso é através de um consumo desordenado.

Uma suplementação em quantidades desnecessárias de vitamina C ou com suplementos de qualidade ruim pode levar ao excesso. Por isso, é importante sempre procurar por marcas de qualidade, como é o caso da Sundt.

Além disso, alguns alimentos são extremamente ricos em vitamina C. 100 gramas de acerola, a fruta com a maior quantidade da substância, oferecem 941 gramas. O hábito de comer duas ou mais unidades por dia podem levar a problemas.

Nós recomendamos que você tenha a medida exata do quanto consome de vitamina C para não sofrer nem com falta, nem com excesso dessa importante substância!

Suplementos de vitamina C: Conheça os melhores para evitar problemas

Se você precisa suplementar vitamina C, precisa escolher produtos de qualidade. Assim, aproveita o que eles têm a oferecer e traz apenas benefícios para a sua saúde.

A partir de agora, falaremos sobre como escolher suplementos de vitamina C de alto nível!

Imagem mostra várias cápsulas de vitamina C.
Cápsulas são uma das formas de apresentação da vitamina C. (Fonte: ivabalk/ Pixabay.com)

Quais os tipos de suplementos de vitamina C disponíveis no mercado?

Antes de falarmos sobre suplementos de vitamina C, saiba que você deve consumi-los apenas em casos especiais. Uma ou duas frutas já são capazes de suprir a quantidade necessária da substância.

Mas se você não tem o hábito de comer frutas ou tem uma dificuldade de absorver vitamina C por algum problema de saúde, precisa recorrer aos suplementos. E nesse caso, existem algumas opções.

  • Vitamina C efervescente: Talvez o tipo mais famoso de apresentação de vitamina C, não é recomendado pelos profissionais de saúde devido ao excesso de corantes e substâncias artificiais.
  • Vitamina C em tablete: Já é melhor do que o tipo efervescente, uma vez que não traz problemas com corantes. Porém, ainda não oferece um controle da quantidade absorvida, o que pode levar a problemas com falta ou excesso.
  • Vitamina C lipossomal: Sem dúvidas, o tipo de vitamina C mais recomendado. Devido à sua camada externa, consegue penetrar totalmente no organismo e ser aproveitada quase de maneira integral. Assim, você tem o controle sobre o quanto da substância consome.

Veja uma tabela que preparamos comparando os tipos de suplementos:

Pastilhas efervescentesTabletesCápsulas lipossomais
VantagensSão muito populares e têm preços muito acessíveisNão são tão prejudiciais quanto as pastilhas efervescentesPermitem perfeita absorção da vitamina C e controle do quanto da substância foi ingerido
DesvantagensBaixa absorção, são cheias de corantes e substâncias artificiaisAinda não possuem absorção regularOs preços são um pouco mais altos

Por que consumir suplementos de vitamina C de alta qualidade?

Quando você consome um suplemento de vitamina C que não é de boa qualidade, não há o aproveitamento necessário. A absorção irregular pode levar a problemas como falta ou excesso da substância.

É por isso que marcas como a Sundt, que são de extrema confiança, devem ser escolhidas. Elas produzem suplementos lipossomais com altíssima tecnologia e que te dão a certeza de estar ingerindo a quantidade em miligramas listada na embalagem.

Para a sua saúde, não há nada melhor do que optar por suplementos de qualidade de todas as vitaminas e minerais que precisam ser reforçados no seu corpo!

Conclusão

Apesar de ser extremamente benéfica para o organismo, a vitamina C também pode causar problemas. Se consumida em excesso, ela pode gerar diarreia, descontrole na absorção de ferro e doenças renais potencialmente graves.

Para não sofrer com o excesso de vitamina C, o ideal é fazer a suplementação apenas em situações específicas. Caso haja realmente essa necessidade, procure por produtos de extrema qualidade. Os da Sundt são a nossa principal recomendação.

(Fonte da imagem destacada: pasja1000 / Pixabay.com)

References (1)

1. Uso Racional da Vitamina C. Acessado em 22 de setembro de 2020.
Source

Artigo
Uso Racional da Vitamina C. Acessado em 22 de setembro de 2020.
Go to source